sábado, 17 de junho de 2017

Nutrição de sentimentos

   
    Longe estou de querer que você me considere um poeta por causa dos versos que estou postando em meu blog neste sábado (17/6/2017). É claro que, às vezes, arrisco criar algo bem poético. Mas não é o caso de hoje. 
     Os versos que você vai conhecer, em seguida, são fruto de um sistema de comunicação que tenho com a minha mulher amada dentro da sede do jornal. Por incrível que pareça nossas mesas são separadas por menos de meio metro de distância. Mesmo assim a nossa comunicação, em horário comercial, se dá oitenta por cento através do computador. 
    A coisa funciona mais ou menos assim... Ela me passa algumas matérias, via e-mail, acompanhada de inesperada (por mim) mensagem de carinho. Eu, para não ficar em situação de inferioridade, tento retribuir à altura. E assim vão se produzindo os versinhos. Nem sempre românticos como teriam que ser. Porém, para o meu "cafezinho", até superam as expectativas.
    Minha mulher amada, bondosa, nunca reclama e nem me censura. Chega ao cúmulo de me fazer elogios. Não preciso dizer que isso me deixa bem convencido. Por essa razão entendo correto colocar os versinhos aqui para você ter condições de analisá-los. Prometo: um dia ainda farei um poema que corresponda ao nível de amor que essa pessoa me dedica.
  
    FIAPOS DE PAIXÃO

O terrível medo de altura...
É sempre pra mim tortura...
Mas arrisco perigoso voo
Sem qualquer machucadura
Se for para abraçar
E apertar sua cintura...

No chão e mesmo no ar...
Seja em qualquer lugar...
O irresistível me move
A por você arriscar...
Basta-me o seu afagar
Nesta busca de carinho
Que só você faz cessar






Você entrou em minha vida
Antes do clarear da luz
É vida em comum que se impôs
Alegria que se produz

Amor que se agiganta
E se torna colossal
É uma dádiva... É um prêmio...
É a bondade celestial.






Se eu fosse um pintor
Faria um retrato seu
Com as cores do amor
Que até hoje me deu...

Se eu fosse um pintor
Faria um retrato seu
Com um coração nas mãos
Dizendo que é só meu...

Não sou o Pablo Picasso
Nem o Salvador Dalí
Mas pinto o retrato seu
Com cores que tenho aqui

Não sou o Pablo Picasso
Nem o Salvador Dalí
Mas pinto o retrato seu
Com técnica que aprendi

Seu retrato... Fique certa
Tem o tremor do meu traço
É pouco em perfeição
Mas é com amor que eu faço







Hoje minha alegria vai além da rotina.
A chuva fria me anima como se fosse sol brilhante.
É você ao meu lado... Minha amiga... Amada parceira...
Mesmo presa a suas tarefas é sempre mais que bastante.








Amo você...
De noite e de dia..
Mas é muito melhor
Em noite bem fria.
A gente se esquenta
E se acaricia.






Amo você sem tamanho...
Isso me faz bem feliz
De forma constante
De forma insistente
De um jeito particular
Um jeito bem quente
Só sei que é prazer
Que meu corpo sente
Sabe minha paixão
O coração não mente.






Serenamente caem os pingos lá fora
Assim me entrego a prazerosas sensações
É certo com quem a gente adora
Ser feliz por constantes razões...






De caminhar deslumbrante
Sensual... Coroado de discrição
É pressa de aquecer meu coração.

Minha mulher amada
No jardim de margaridas
Ou mesmo à beira da estrada.







Amo você
Minha mulher querida
Minha princesa
Aqui embaixo
Ali no meio
Ou no alto da realeza.







Amo você...
Minha amada...
Minha guardiã...
Meu hoje...
Meu amanhã...
Sou seu cervo...
Sou seu fã...

Assídua companhia...
Perfeição do criador...
Meu zelo e minha dedicação...
Com grande e eterno amor.






Amo você
Desde o primeiro dia.
Senti, é claro, que
Amor você queria.

Amar assim é bom.
Doce o amor você faz.
Com atitude simples.
Com atitude audaz.






Amo você...
Porque não teria outro jeito.
Você está na minha alma.
E bem dentro do meu peito.






Amo você...
Minha flor querida...
Dotada da leveza
De uma margarida.

Minha flor...
Minha vida...
É cheirosa...
É colorida...

É carinho...
É paixão...
É certeza
De tesão.






Você é o amor perene...
Ufa! Encontrei... Festejo...
Sabe por que eu sei?
Ora! Você é aquela que me veio
Cercada de borboleta amarela.






Você diz que não rima
Não tem isso importância
Afaga os meus cabelos
Satisfaz a minha ânsia...






Amo você.
Minha flor querida.
Meu encanto.
Minha vida.

Amor...
Amizade.
Você é pra mim
A felicidade.

Beijo.
Abraço.
Carinho.
Você é pra mim
O único caminho.






Amo você...
Parabéns pela bela casa.
Estou feliz aqui.
Porque sou feliz em todo lugar.
Só que você precisa estar presente.
Beijão e ótima vida.






Amo você minha flor querida do coração da minha vida toda que já nem sei 
o que faço de tanto admirar e ficar esperando para me encostar e ficar 
junto sem um minuto de distância. Assina: Chico do Jornal.






Grato. Eu também
sou um premiado.
Você é o ingrediente
que me faz inteiro.
Amo você cada dia
mais. Sua presença é indispensável.
Vital para eu me sentir o
Chico do Jornal que sempre
desejei ser. E você é
a Chica do Jornal que sempre
sonhei ter ao meu lado.






Amo você...
Minha flor querida...
Meus dias...
Minhas noites...
Minhas madrugadas...
Minha inteira vida...







Amo você.
Demais.
De frente.
Por trás.
De todo jeito.
Toda hora.
Felicidade
Alegria.
Serenidade
Você faz.






Amo você.
Grande mulher.
Estima real.

Amo você.
Parceira fogosa.
Jeito ideal.

Amo você.
Ontem... Hoje...
Em todos os tempos.

Como não ser assim?
Se assim eu gosto.
Assim eu quero.
Assim... Você...
Você perto de mim.

Amo você.
Na minha insensatez.
Na minha sensatez.
Amor em qualquer circunstância.
Com sal. Com açúcar.
Você perto de mim.






 Amo você.
Meu anjo da guarda.
Minha fortaleza.
Alegria que não tarda.

Sempre está por perto.
Quando preciso.
Com seu equilíbrio
Com o seu juízo.






Amo você...
Minha mulher querida...
Você é tanto, tanto, tanto...
Que nem sei explicar nesta vida.

Mas tenho certeza.
Tanto, tanto, tanto...
Quanto sei que estou vivo.
De que você é a minha inteiração.
A minha alma...
O que faz latejar meu coração.






Amo você
Porque você é assim.
Sempre boa pro mundo.
Sempre boa pra mim.






Você é minha flor
Minha amada
Minha companheira
Linda, elegante...
Mas principalmente faceira.

Sou autoritário
Sou apressado
Mas nada sou
Se por você
Não for amado.







Amo você
Minha mulher querida...
Em silêncio aqui bem perto
Nutro em você minha vida.

Faceira... Dedicada...
Forte... Divertida.
De qualquer jeito sempre
Você é a minha vida.






Amo você...
Se você deixar...
Um pouco, bastante, tudo...
O tanto que lhe agradar...

Tem um fio invisível...
Que me deixa ligado...
Todo dia... Todo instante...
Nesse tudo tão amado.

Pensar em você...
Me faz um ser ocupado...
Meu pensamento em você...
Ousa ser perfumado.
E assim bem amarrado.
Vou seguindo meu caminho.
Sem medo de ser feliz.
Me embalo em seu carinho.






Amo você...
Minha Frida...
Minha querida...

De tanto te ver faceira...
Meu coração bate forte...
De segunda a sexta-feira.
No fim de semana é melhor...
Porque você é só minha...
São 24 horas por dia...
O que fazemos? Ninguém adivinha...






Amo você...
Minha Frida...
Minha vida...
Meu tudo...
Para a existência...
Ser definida...






Amo você...
Você é muito querida...
Nem sei o que vê em mim...
Que até a chamo de Frida...

Você gosta de sofrer.
Isso tenho certeza.
Porque nem um bom sanduiche
Coloco na sua mesa.







Você sabe que é
A minha mulher querida
Um gigante. Um colosso
A mulher da minha vida.






Amo você minha flor do coração.
De manhã, de tarde, de noite...
Até no madrugadão...






Amo você.
Meu motivo de vida.
Parceira incansável.
Minha flor querida.






Descobri por que
Você tem coração...
Para ser minha vida
E a minha paixão.

Descobri por que
Você está ao meu lado...
Para eu ser feliz
E me sentir bem amado.

Descobri por que
A amo tanto...
Por que com você
Eu danço. Eu canto...







Minha mulher querida...
Veja só o que eu fiz...
De sopro em sua vida
Fiz você muito feliz...

Feliz ao seu lado sempre...
Agora me considero...
Como seria diferente
Se tenho tudo o que quero?

Na noite de verão...
Também na noite fria...
Esperei ter alguém assim
Pra me alegrar todo dia.

Sem você sou pobre...
Com você sou rico...
Sou Francisco de Campos
Ou apenas o Chico.

Com você eu troco ideia...
Com você eu converso...
Você é a riqueza
Que vejo no universo.






Amo você...
Minha mulher querida...
Minha flor... Meu jardim...
Essência da minha vida.

Beijão...
Abraço...
Carinho...
Amasso...

Você me faz inteiro
Jamais estou sozinho
Passou a ser o meu sol
Parceira de um bom vinho.







Minha mulher querida...
Jornalista... Professora...
Estudiosa... Teimosa leitora...

Abasteço-me de seus saber...
Da sua dedicação...
Isso é indispensável...
Para este coração.

Domingo é distância enorme...
Do aconchego de seus braços
Vem segunda, terça e quarta...
Mas há ainda alguns passos...
Depois de quinta e sexta...
Não mais carinhos escassos...






Você é minha querida...
Você é minha paixão...
Você é o meu inverno...
Você é o meu verão.
Você para mim é tudo...
É corpo, é alma, é coração.






Bom mesmo mulher querida...
É esta convicção...
Por você eu me elejo...
Lhe dou motivação...
E lhe desperto desejo...

Bom mesmo mulher querida...
É esta convicção...
Você me desperta desejo.
Você me desperta tesão...
Na cama, na cozinha, no banheiro...
Ou mesmo deitados no chão.

Bom mesmo mulher querida...
É esta convicção...
É sempre poder fazer...
Do jeito que dá vontade...
Do jeito que dá prazer.

Sem seu calor eu não vivo...
Sem seu desejo sou carente...
Preciso do seu corpo...
Repleto de espaço quente...
Jorrando vontade louca...
Me dando vontade ardente...







Dê-me a sua mão...
Quero fazer confissão...
Você é perfeita...
Você é minha amada...
Você não existe...
Assim só você...
E você é minha...
Acho eu...
Até quando tudo for prazer...
Tudo for amor...
Tudo for dedicação...

Você é minha...
Acho eu...
Até que o mundo acabe...
Ou fique ainda melhor...
Você é minha...
Acho eu...
Até quando isso for...
Alegria para mim...
Alegria para você...
Um oásis de pleno amor.






Quarta-feira deliciosa
O sol nem tinha nascido
Em quarto muito acanhado
Você havia dormido...

Fiquei a contemplar seu sono
Por agradáveis minutos
Somei de nossa relação
Uma imensidão de frutos...

Qualquer dia da semana
A hora que você quiser
Vem bem como grande amiga.
Vem bem como minha mulher.

Ter você nos meus caminhos
É tudo que mais almejo
Com seu sabor de alegria
Me dando todo desejo...







Minha flor querida...
Quando você flutua em minha direção...
Eu me perco em entusiasmo...
Eu me perco em emoção.

Quando você conversa...
Na verdade declama...
Mostra seus sentimentos...
Prova que muito me ama.

Só pertinho de você...
Consigo me fazer inteiro...
Basta um sorriso seu...
Para me tornar faceiro.

Você é pura beleza...
É a minha segurança...
Não caminha... Flutua...
Na verdade você dança.

Você é querida...
Você é demais...
Você não existe...
Mas feliz me faz...






Este vestido florido...
Exibe o seu interior...
Sempre ensolarado...
E repleto de amor.

Caminhe em direção a mim
Que fico privilegiado...
Faceirice contagiante...
Garimpo bem compensado.

Sem você o meu espaço...
Seria despido da luz...
Que você mesmo sem querer...
Com abundância produz.







Minha flor querida...
Meu ginseng...
Meu pó de guaraná...
Tudo em mim se anima...
Quando perto você está.

Beleza interna...
Beleza exterior...
Jamais deixa de ser bonita
Minha querida.
Minha flor.

Sou gigante...
No pequeno ambiente...
No grande não sou diferente...
Sou coragem.
Sou forte. Sou quente...

Tudo sabe por que?
Fácil mesmo de contar.
Sou feliz de forma inteira.
Porque aprendi a amar.






Minha flor querida...
Em silêncio há conversa. Verdade.
A nossa comunicação é espiritual.
Paladar. Pontos de vista. Cores.
Aromas. Cenários. Personalidades.
Nossas preferências - ou simpatias -
São praticamente idênticas.
Amo você. Pelas virtudes. Pelas
Afinidades. Pelo seu saber.
Pelo jeito especial de pensar
No que gosto. De fazer o que gosto.
De evitar o que não gosto.

Amo você...
Hoje, amanhã, por toda a vida.
Com você é só alegria.
É uma paisagem florida.

Você é o melhor da CRIAÇÃO.
Você é passeio.
É baile. É canção.







Gosto de um bom churrasco.
Gosto de um bom vinho.
Gosto de ficar no sossego de casa.
Gosto de assistir a um bom filme.
Sabe quando descobri que
Isso é bom? Sabe?
Quando fiz essas coisas
Na sua companhia. Sem você
Por perto acho que isso não tem
A menor graça. 

Sem graça é o que escrevi
Alguns minutos atrás
Fico tonto... Fico bobo...
Veja o que você faz.

Cabra macho quando ama
Fica como criança
Dá risada todo instante
E vai engordando a pança.

A camisa fica estreita
O casaco não mais serve
O bom é que ali no quarto
O seu sangue todo ferve.
  
(Autor: Francisco de Campos - Todos os direitos reservados/Lei dos Direitos Autorais Nº 9610/98)


Eu e a máquina

Olá meu querido amigo... Perdoe a perturbação. Mas preciso lhe dizer: Quero estar na sua mão. Dê um tempo a es...